sexta-feira, 19 de junho de 2009

a fama, o filme e a franquia - Twilight -


Está na internet que Robert Pattinson (Edward de Twilight) foi atropelado ontem em NY quando tentava fugir de um grupo de fãs durante as filmagens do filme Remember Me.
Difícil imaginar um ator fugindo de fãs em pleno século 21! Parece mais coisa de Beatles!

Mudando o assunto e continuando no tema: Falemos de Crepúsculo.

Meses atrás quando assisti o filme achei tudo muito verde; literalmente verde, subjetivamente verde, pode escolher. Não gostei da fotografia, achei a edição estranha, camera lenta (?)... mas gostei do filme sem nenhuma explicação mais profunda.
Dias atrás finalmente li o livro. Aí sim, descobri o que gostei no filme:
Foi o romance impossível de duas criaturas inexistentes.
É tão simples que nem acreditei. Estava torcendo para que os dois ficassem juntos desde o momento em que se encontram. Bella, desajeitada que dá dó, é a adolescente latente em toda mulher, ela procura o príncipe encantado sem saber que está procurando., fica nervosa por tudo e por nada, sonha em ser diferente mas fica irritada por ser diferente. Ela é tudo o que nenhuma mulher admite ser.
E Edward é o oposto de qualquer homem. Ele é perfeito em tudo que faz, apaixonado ele se entrega por completo sem questionar mais nada, tem uma família que aceita a mulher que ele escolhe irrestritamente, ele se torna herói num momento para ser totalmente vulnerável no outro, tudo em função da amada. É o homem inexistente.
E essas duas criaturas se apaixonam, ah sim... ele é um vampiro, pra quem ainda não sabe.

O romance é MUITO mais interessante que o filme, explica o verde , mostra a dificuldade dessas duas pessoas se conhecerem, o quanto o medo de Edward é justificável e o destemor de Bella irreal (não deveria ser o contrário?)
De repente são Romeu e Julieta antes da parte do veneno e ficamos contentes por eles.
Na verdade o que fica é a possibilidade do Final Feliz - é isso que torna ambos tão adoráveis, livro e filme.

Tem gente que ainda acredita que se trata de um filme de terror e por isso não viu, outros que chegaram a conclusão que é mais um besteirol adolescente e também não pretende ver, e tem os intelectuais que se acham acima desse nível de filme....é claro!

Mas quem realmente importa são aquelas milhares de pessoas aguardando ansiosamente o próximo livro (ainda este mês), o DVD (em julho) e o próximo filme (em novembro).
Só estou de dedos cruzados por uma produção melhor desta vez, uma direção mais segura, um roteiro mais trabalhado, uns efeitos especiais um pouquinho melhores.....

2 comentários:

Cary disse...

eu tbm gosto de crespusculo, mas sim por causa do livro, agora que ta precisando de efeitos melhores isso tá hauahuahua
bjo

Caio Coletti disse...

Fui seduzido pelo livro, gostei da trama, dos personagens... mas não sou um viciado como muita gente por aí... consigo reconhecer que é uma bobagem adolescente, mas não posso deixar de gostar. Agora, o filme é outra história! É bem escrito, bem dirigido, tem uma atuação surpreendente do Pattinson, acho que fui o único que achou melhor q o livro... agora estou lendo "Lua Nova", e o filme está nas mãos do Chris Weitz, que já fez algumas besteiras no "Bússola de Ouro". Vamos ver com esse, agora, né?

Abraço

BONES-CINEMA-TV
>