domingo, 25 de outubro de 2009

Distrito 9 ...não, DIE HARD !!!!!!!


Se você viu o trailer de Distrito 9 e achou que era um documentário ou um filme de ficção científica não se preocupe, era parte do plano fazer você acreditar nisso.
Se você leu uma matéria na internet ou numa revista de cinema dizendo que Distrito 9 começou com uma colaboração do diretor com o produtor para trazer o game Halo para o cinema mas o projeto foi engavetado e substituido por Distrito 9 então você pode estar mais ou menos informado sobre o diretor Neill Blomkamp e o produtor Peter Jackson mas se está esperando uma saga, esqueça.
o resumo anunciado:
imigrantes chegam a Joannesburgo, Africa do sul, vinte anos atrás. Doentes, eles foram confinados num campo (leia-se favela) nos arredores da cidade, lugar de alta criminalidade tolerado pela sociedade enquanto seus ocupantes ficassem fora de vista. Então começaram os conflitos e a sociedade exigiu o reassentamento desses imigrantes para longe (uns 250 km parecia bom). Uma empresa privada tem a tarefa de despejar os ocupantes.
ah, menciona-se ainda que os imigrantes são alienigenas e sua nave-mãe continua estacionada sobre a cidade.

Bem, então temos a Africa do Sul, local onde 20 anos atrás o apartheid era muito comentado, alienigenas, segregação, você deve pensar que é uma ótima desculpa para falar de politica metaforicamente. Sim, isso acontece, nos primeiros minutos do filme
depois esqueça a metáfora. Esqueça que falamos de aliens esqueça que é a África, estamos em uma realidade cinematográfica e o mundo se resume à sala de projeção.

Somos arremessados nesse Universo e torcemos por Wikus Van De Merwe como torciamos por John McClane em Duro de Matar. A acão é contínua, a estória do personagem em nada foi revelada pelos trailers e temos um filme onde assistimos frame a frame sem antecipar o resultado.

Vai ter continuação?? Não tenho idéia mas se tiver estarei na estréia. Adorei.

4 comentários:

Cintia Carvalho disse...

Oi Bones!

Primeiro me desculpe pela demora em lhe responder. No final de semana, fiquei ocupada cuidando da casa e de meu filho (ofícios de mãe).

Segundo, assim q vc tiver um tempinho veja a trilogia das cores. Pessoalmente eu gostei dos três. São ótimos filmes.

"O tambor" eu ainda não vi.

Quanto aos outros assisti a todos e o que mais gostei foi "A doce vida". Não vi o desenho Billy e Mandy. Ele passa na tv por assinatura? Se passa brevemente poderei ver, pois no final desta semana depois de muito esperar, finalmente ela (a tv por assinatura) vai chegar la em casa. To tao feliz, pois a partir de agora poderei ver filmes e algumas séries tb.

Infelizmente aqui n minha terra, alguns filmes são difíceis de encontrar, mesmo com a vl. Quando não acho procuro em sites para comprar ou com amigos que tenham p gravar.

Concordo em gênero,número e grau c/ vc, eu tb adoro viver no século XXI.....rs

Vi sim “cidade dos sonhos” e confesso que fiquei um bom tempo quieta pensando e tentando compreender o que David Linch, queria nos dizer ao dirigi-lo. Filme forte, com personagens tão intensos, muito bem interpretados pela Naomi Watts e Laura Harring.
David Linch, lida com nossas identidades de uma forma tão realista e cruel, que chega a doer. Pessoalmente, eu gostei muito do filme, embora tenha de ter calma e paciência p/ entender aquilo que ele nos mostra. Álias, se tem um diretor que vc tem de usar o cérebro para compreender, este é DL. Haja neurônios para alcançar sua mente, tão complexa.
E obrigada pelo crédito.

Quanto a “Distrito 9”, assim que sair em vídeo, vou pegar, pois li algumas críticas a respeito e todos estão elogiando bastante o filme. Uma boa dica.

Um abraço.
Uma ótima semana.

Cary disse...

pelo trailer n parecia ser mto bom, mas eu quero assistir para ver como é hehehehe.
valeu a dica!
beijim
;*

Caio Coletti disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Caio Coletti disse...

Interessante mesmo, gosto muito da série "Die Hard", especialmente do segundo filme, que me fez um fã de Renny Harlin. De fato, não é o que eu esperava desse filme pelo que li e vi a respeito dele. Entraria em uma sala de projeção com a expectativa de um drama de ficção com pontos e metáforas políticas para provar. Interessante ter essa outra visão agora.

Abraços Bones.

P.S.: Por favor, me perde se o Anagrama ficar sem posts por algum tempo, mas é que estou com problemas no meu computador... sinto que devo essa explicação para você e mais alguns leitores fiéis. :D

BONES-CINEMA-TV
>